Seguidores

terça-feira, 23 de novembro de 2021

SOBRE O CANGACEIRO "MENINO DE OURO".

Por José Mendes Pereira


Leia o que escreveu o 
Assis Heavy Metal na página de comentários do site a seguir:

https://www.youtube.com/watch?v=fAlawA-m2hE&ab_channel=LenilzaGurgel

"Tirando os falatórios durante a entrevista, parabéns por esse precioso registro. Só uma observação: 

Sérgio Augusto de Souza Dantas

Segundo o escritor Sérgio Augusto de Souza Dantas, o "Menino de Ouro" nem sequer saiu ferido deste frustrado ataque à Mossoró. 

À propósito, esse cangaceiro foi visto durante a estadia do bando em Limoeiro do Norte, CE, e faleceu somente nos anos 90. 

Quem morreu em combate nesta época durante a fuga, além do cangaceiro "Moreno II" (ferido no braço), provavelmente foi o cangaceiro "Dois de Ouro", daí a confusão nos nomes." Abs.

Amigo leitor, conto o que dona "Francisca Tavares" viúva do ex-cangaceiro Asa Branca, me contou sobre o ex-cangaceiro "Menino de Ouro", e a minha filha "Adryanna Karlla" estava presente.  Quem sou eu para dizer que o que ela nos contou, não é verdade?

Gorete Tavares filha do ex-cangaceiro Asa Branca. Dona Francisca da Silva Tavares viúva do Asa Branca que foi a segunda esposa do cangaceiro. Conceição  e uma neta. A foto pertence ao acervo de Gorete Tavares. Ela foi feita em abril de 2017. A família é sempre sorridente.

Dona Francisca da Silva Tavares", que reside em Mossoró, há muito e muitos anos, certa vez, me falou na sua casa, e minha filha "Adryanna Karlla" estava presente, e ouviu tudo, que o ex-cangaceiro "Menino de Ouro" morou na cidade de Macaíba, no Estado do Rio Grande do Norte, perto da sua residência. 

Ela não nos revelou se o "Menino de Ouro" já estava lá na cidade quando a sua família chegou em Macaíba. Também poderá ter sido um convite do "Asa Branca" ou do "Menino de Ouro" para trabalhar naquela cidade, já que eram amigos desde do tempo do cangaço do velho guerreiro capitão Lampião. 

Sobre convite de um ou do outro morar em Macaíba é uma suposição minha, já que ela não nos revelou quem lá chegou primeiro. Mas ainda farei esta pergunta na minha próxima visita a dona Francisca da Silva Tavares.

Asa Branca nasceu no dia 10 de Janeiro de 1901 e faleceu em Mossoró, no dia 02 de Novembro de 1981, segundo está gravado no seu próprio túmulo.

Ela até agradecia bastante, porque, nesse período de vizinhança, o "Asa Branca" ganhava pouco, e o que recebia, não dava para manter a sua família como deveria ser, e o "Menino de Ouro", que  não tinha família, então, ajudava muito a eles, com feiras e tudo mais, para que criassem os seus filhos, porque, a situação deles não era muito favorável. Se era outro cangaceiro eu não sei. Isso minha filha e eu ouvimos da viúva do "Asa Branca", dona "Francisca da Silva Tavares". 

Dona Francisca é uma senhora já de idade, e completou 84 anos no dia 21 deste mês (novembro) de 2021.

Alguns leitores perguntam: 

Por que a dona "Francisca da Silva Tavares" ainda é viva, vez que o ex-cangaceiro "Asa Branca" faleceu em 1981, já com a idade bem avançada? 

Mas é fácil entender: Quando dona Francisca fugiu com o ex-cangaceiro "Asa Branca", deixando para trás o marido e uma criança de 7 meses, segundo ela nos relatou, estava com 17 anos de idade apenas, e o "Asa Branca" já passava dos 50 anos. 

Dona Francisca e "Asa Branca" casaram-se em Mossoró, mas o matrimônio aconteceu alguns anos depois que já viviam juntos. O "Asa Branca" é registrado como filho de Portalegre - RN, porque no período de se empregar na antiga FURRN - Fundação Universidade Regional do Rio Grande do Norte, em Mossoró - hoje UERN - Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, não querendo ir até a sua cidade de origem, Cajazeiras do Rio do Peixe, no Estado da Paraíba, fez o registro em Portalegre. "Asa Branca" era filho de Antonio Luiz e de dona Maria da Conceição. Faleceu de morte natural em Mossoró. Explicado aos amigos leitores.

Leiam esta informação escrita pelo pesquisador do cangaço Geraldo Antônio de Souza Júnior (administrador do grupo O Cangaço).

http://blogdomendesemendes.blogspot.com/2016/06/o-caso-do-cangaceiro-menino-de-ouro.html 

Se o site não abrir, leve-o ao google.

http://blogdomendesemendes.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário